quinta-feira, 2 de maio de 2013

O voo elegante através da tarde

No fim da tarde, as pombas voam muito rápido indo ou vindo.
Quem saberá! Sempre imagino que estão voltando.
Só sei que é voo é tão elegante e belo para um ser tão singelo.
Como pode uma ave tão boba ser tão elegante e rápida.
Só uma explicação divina.
O fato é que elas vem do norte,
Cruzam o lago em grande altura e velocidade.

No fim da tarde, quando tudo é exuberante e extremamente belo,
quando o céu está lindo,
quando o crepúsculo faz a natureza parar,
quando a luz do sol tinge tudo de vermelho,
faz a água do lago ficar azul.

E ainda tenho o voo das pombinhas...
O joão de barro sumiu e deixou a obra por acabar.

E a tarde é mais linda quando vejo um casal de papagaios
com seus voos pedalantes, e seu grito emocionante.

E a noite caiu lentamente
enquanto uma garça e um socó voavam seus voos elegantes e belos
cada batida de asa, raios de luz a menos
e a noite chegou,
por essas horas as pombinhas já estão empuleiradas,
e agora a noite está cerrada.
Só as estrelas piscam,
mais nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário