quarta-feira, 29 de maio de 2013

Por questão

O tempo,
O espaço,
O ser,
Sou, aqui estou.
Vivo tentando desvendar a vida,
mas pouco consigo.
O nascimento é o início,
A morte é o fim.
Viver é a vida.
Os problemas que surgem em nossa vida
e as soluções que usamos para resolvê-los
nos torna quem somos.
As palavras que usamos para contar uma
história e responder perguntas
e nos definir nos torna quem somos.
Buscamos tanto estas coisas,
alguns encontram ou ignoram estas questões
enquanto outros atravessam a vida
orgânica e material.
Nestas horas sou arrebatado
por memórias vivas e doces
como o combretum florido,
o esterco seco de gado...
Nunca hei de me definir
só a morte assim o fará...
Mas ficará as entrelinhas de meu viver,
coisas que desconheci, mas que existia sobre mim.
Exito num tempo onde muitas coisas não me foram reveladas,
por questão de tempo,
por questão de espaço,
por questão do meu ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário