quinta-feira, 30 de maio de 2013

É de manhã

Eu vejo o mundo não mais com o olhar de uma criança.
Vejo o mundo sob o olhar da experiência.
Hoje, aprendi o nome das coisas.
Aprendi tantos substantivos e adjetivos e verbos.
Aprendi a ver a vida pela realidade.
Muitos dos sonhos já não me pertencem
eles partem com os anos que passam,
perdem o sentido...
Talvez fosse mais simples ver o mundo com o olhar de uma criança,
mas seria meio ser bobo, talvez.
Ao menos descobri Borges e Sartre... e tantos outros
e aprendi tanto com a vida.
Mesmo assim, diante de tudo isso, aqui estou
entre a cama, a janela e o computador...
Vejo pela janela
uma bela sibipiruna, uma bauhinia florida
e um céu nublado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário