quarta-feira, 3 de abril de 2013

Deeply

Há dias que não queremos sair da cama, abrir a janela, tomar o café.
Há dias em que nos sentimos no fundo do poço.
Há dias que nos sentimos enterrados na lama.
Dias em que nem a beleza das aves nos faz sorrir,
nem a beleza revelada pelo céu, pelas flores,
pela brisa...
Dias em que as notícias não nos interessa.
Que queríamos sumir.
Dias em que nos sentimos fracos,
tristes reduzidos a nada.
Dias que vemos todo o mundo seguir,
mas queremos permanecer em inércia.
Dias que não percebemos o sabor das coisas.
Queremos ficar na cama sentindo
nossa cama nos abraçar.
Estes dias existem, sim eles existem e um dia pode ser seu dia.
São dias que sentimos parte de nós morrer,
São dias que vemos a pior parte da vida.
São dias disaborosos.
Dias que fugimos, que nunca queremos viver.
E o que devemos fazer?
Não sei, pois hoje nem quero pensar,
estou vivendo um dia destes.
Todos merecemos viver...
Até que venha um novo dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário