sábado, 16 de março de 2013

Lar

Fecho a porta do meu quarto,
aqui é o meu pequeno universo.
Abro-lhes quando quero
e para quem desejo.
Entra, senta, toma um chá.
Aqui é o meu lugar agora,
amanhã sabe-se lá,
mas agora, fique a vontade.
A casa é sua.
Que as pessoas especiais
sejam sempre bem vindas ao meu lar.
Aqui tudo é simples,
mas o coração e a boa vontade são grandes.
Aqui deixo entrar a luz e o ar.
No momento final,
partirei e podem ocupar de tudo
deste átrio,
vai ver que não vou deixar nada,
além de objetos,
pois sou o meu pensar,
o meu falar,
meu querer,
mais nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário