sábado, 2 de março de 2013

Chove chuva

A noite caiu bem devagar e quente.
A chuva veio cantar em minha janela.
Chove chuva,
Chove chuva...
Chove chuva,

Vem e desperta em mim
memórias de alegria,
Vem chuva e me trás
Os sonhos que preciso sonhar,
E quando acordar
Que eu me sinta mais forte.

Estou feliz, com sua companhia chuva,
Estou feliz com a música de Dvorak,

Com os meus livros,
Com o meu autor favorito Borges...

Chove chuva,
Que a noite é bela
e não vai acabar de uma hora para outra,
Servirei-me de um chá,
E a noite sumirá no amanhecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário