segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Decisões


Quando se vive só,
Sentimos viva nossa solidão.
Os átrios vazios da casa,
O telefone mudo...
O único barulho que ouvimos
é o motor da geladeira...
E a noite cai
e o dia vem,

A vida passa,
Não sabemos porque
escolhemos está só,
Talvez foi a vida que escolheu.

E vamos ficando cheios de manias.

A solidão nos impõe manias,
Meditações profundas
chegamos a beira da loucura.

Certas escolhas como a de viver
só, as vezes é o eco da loucura
nos dominando,

Num próximo dia quem sabe
não dominaremos nossas
decisões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário