domingo, 20 de janeiro de 2013

Árido Sertão

Ah, sertão, sertão, sertão...
Fostes vazio, oh, sertão
Sedes quente, sedes árido
mas já sedes vazio.

Sertão, árido sertão,
Quem em ti habita,
são teus filhos,
São teus filhos,
de cor tingida pelo sol.
São tua geração,
de prole vinda de longe,
para te ocupar, o sertão...

Mas a ti árido sertão,
viver não é para os fracos,
é preciso fé,
é preciso ser teu filho,

Só quem ama o cinza
das plantas retorcidas,
só quem ama as plantas armadas,

só quem em ti viveu cada estação,
habita em ti,
habita em ti
Árido sertão

Nenhum comentário:

Postar um comentário