sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Viver

Viver,
A vida se passa cotidianamente.
Horas sucedendo horas, dias sucedendo dias.
A vida se passa rotineira mente,
do nascer do sol ao luar,
o crepúsculo matinal, aurora,
ao crepúsculo terminal.
A vida se passa a cada estação,
a vida se renova através da paixão, do amor.
A vida se renova através de cada flor.
A vida e o seu sentido é como uma longa
corrente em quem na sucessão de avó para pai,
de pai para filho, os fatos caem
no esquecimento, mas o saber
vai crescendo a cada geração...
A vida vale tanta coisa
e tudo que nela ocorre
são elos que compõem
sua corrente,
viver é tudo,
morrer nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário