terça-feira, 27 de novembro de 2012

Crepúsculo

É tarde finda.
O sol já sumiu,
mas ainda  vejo sua luz.
Ainda posso ver sua luz
encarnada.
Vejo de minha janela,
nuvens tingidas de encarnadas,
acesas feito brasa.
Brasa de um dia longo
que se apaga.
Se apaga a luz,
se apaga o calor,
nem chuva,
nem luz...
Os fatos do dia
estão consumados
e o dia apagado.
Só resta a luz embrasada
que vai apagando,
lentamente,
feito brasa,
mais nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário