segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Saudades

Ah o tempo vai nos afastando dos velhos costumes e trazendo-nos novos.
Agora nesta estação as árvores perderam as folhas e os ipês estão florindo.
O tempo torna distante minhas lembranças, minhas maravilhosas lembranças
das praças arborizadas de Barão. Saudades doces de Barão Geraldo,
da Unicamp, do IB, do Departamento de Botânica...
Saudades do velho Tama, dos Joazoinhos Semir e Galvão.
Saudades da Sandra Caramello, da Ana Tozzi.
Saudades do João Aranha, do Padre, da Rose, do Marcelinho, da Suzana, da Maiara, da Emília, da Dani, do Zé Bola, do Tomate, da Aline...
Saudades desse povo, saudades de Campinas...
Saudades do tempo cinza.
Saudades das coisas boas que passaram por minha vida.
Coisas boas como o cheiro do Jasmim, das Murraias, da Mangólia.
Saudades de namorar minha Ana em Campinas.
Sair da Unicamp passar na sapore e comer aquela pizza.
Saudades de minha bicicleta azul, linda xabrobike.
Depois de sair da Unicamp, ir para casa, pegar as coisas e sair para passear.
Pedalando pelas ruas Felizberto Brolezze, Luiz Vicentin, passar pela igreja Santa Izabel o super barão que hoje é hiper, Cruzar a avenida santa Isabel,
e pegar a praça dos cocos, depois malhar um pouco a sombra dos Ficus.
Sair pedalando pela rua José Fernandes pegar poeira, ver a Bhoemeria depois do objetivo. Pedalar toda José Ferndandes, e indo olhando as plantas e catalogando...
Saudades de minhas Dichorizandras...
Depois de descer subir pela santa Isabel e chegar em casa.
Comer qualquer coisa, ligar o ventilador e ler.

Saudades, saudades das coisas mais simples mas que me faziam feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário