quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Aurora

Acordo preguiçoso, levanto, tomo um chá.
Ainda não acordei, leio colunas, rio muito.
Algumas coisas me fazem matutar,
mas tudo passa logo. Enquanto isso
ouço o notícias no rádio...
Já me acostumei as novas quatro paredes brancas,
mas ainda sinto falta das antigas.
Minha janela agora é enorme,
mas não tem um jardim,
uma acácia e uma magnólia como
antigamente.
Tenho só paredes de um shoping
e alguns eucaliptos ao sudoeste.
Agora vejo grades...
Que isso importa, paredes brancas,
claras como minhas ideias,
vazias e frias.
Às vezes me sinto feliz.
E assim acordo novamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário