sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Deleite

Mal acordo, antes mesmo de tomar o café, tenho fome de fatos. Tenho sede de palavras. Acordo e reviro-me no colchão buscando alguma ideia, alentar meus medos e minhas dúvidas. Penso que hei de fazer hoje para meu dia ser melhor. Sempre ouço minha consciência falar tem que publicar...
Então abro o leptope e me ponho a ler as manchetes. Assim como um garimpeiro busca uma pepita, ou algo de valioso que lhes dê o que comer por alguns dias ou mesmo por aquele dia. Como um mendigo que busca um fiasco de alegria, uma moeda. Eu busco aquela alegria instantânea, mesmo que curta. É o meu garimpo são os jornais e revistas que posso acessar. Conheço muitos colunistas, e sei quais deles podem me servir com uma boa leitura, não me surpreende quando encontro um bom texto vindo deles. Mas vibro quando encontro algum texto excelente de uma pessoa desconhecida. Na verdade queria ser como eles, um escritor.
Depois vem a fome do corpo, tomo meu café se possível acompanhado de um bom chá. E vou para o trabalho e vivo o meu dia.
Aos fins de semana, não espero a presença das colunas, mas de uma boa companhia. Sim alguém com quem possa passar o dia de preguiça, tomar um café ralo, ir ao shoping comer um bom almoço e ver um filme e passar o dia todo numa boa, recuperando-me para a segunda...
A vida é feita destas pequenas coisas, mas nem sempre nos deparamos com essa doce rotina.
Conheço muitas pessoas que só pensam em trabalhar e ganhar posição e dinheiro e me falam que perco muito tempo lendo jornais e vivendo... Meu curriculum e as publicações não surgem. Sinto-me um vagabundo. Já me preocupei mais com isso e acabei me esquecendo da vida.
Hoje prefiro o sabor o prazer imediato das leituras, o sabor do chá e os fins de semana.
Minha amiga Ruth disse que tudo que é bem feito requer muito esforço.
Desisti de ser o maior botânico do mundo, embora continue comendo muito, para ser um simples mortal, ao menos sabendo o que ocorre ao meu redor.
Talvez seja feliz ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário