terça-feira, 31 de julho de 2012

Crepúsculo


Fora do Brasil
em terras muito distantes,
em terras onde muito de sua beleza
foi pelo homem criada.
Sinto saudades das belezas naturais
de meu país.
Saudades dos crepúsculos encarnados.
Saudades do português falado frouxo.

Longe do meu pais
aprendo muito mais sobre o meu Brasil.

E minhas memórias
onde habitam imagens
dos sertões
onde habita um silêncio crepuscular,
um cheiro de mato seco...

Saudades de meus pais,
irmãos...
Então vem-me uma reflexão,
Ah, como sofreram
nossos poetas fora do Brasil.

E soa mais londo
o  poema de  de Gonçalves Dias,

Minha terra tem palmeiras
onde canta o sabiá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário