segunda-feira, 28 de maio de 2012

Corpo e alma

Não somos dois, corpo e alma, mas apenas um.
Somos constituídos de corpo e alma.
E não existe corpo sem alma, nem alma sem corpo.
Embora o corpo seja composto de substância,
não é possível ver a substância da alma.
Mas sentimos que algo dentro de nós é mais forte que imaginamos.
Embora asubstancial.
Quando ouvimos uma música,
sentimos o calor, o carinho, o afago, um cheiro ou um gosto
que desperta nossas melhores memórias.
Onde estão as lembranças
e o que constitui essa alma.
Energia em fluxo?
Quem sabe...
Hoje ouvi Rachmaninoff
e a melodia de uma de suas sinfonias
era tão bela que parecia
dar vida ao meu ser interior.
Seria um encontro entre algo que vem do universo
e se expressa na música e que nosso ser
se identifica?
Quem sabe?
Mas minha alma reconhece o universo
na música e no verso.
Se somos dois não sei. Pouco sei sobre nada.
Muitas vezes me esqueço do que vivi,
sei que está apenas adormecido...
E dispertará um dia.
Sem o corpo minha alma nada é.

Nenhum comentário:

Postar um comentário