quarta-feira, 25 de abril de 2012

Saudades

Às vezes, sinto-me tão distante.
E agora que estou distante
do meu jardim,
da minha suposta casa.
Eu fecho os olhos
e vejo meu jardim,
eu vejo a rua Felizberto,
vejo o departamento de Biologia Vegetal,
eu vejo o RU e meus amigos...
Saldades povoam meu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário