segunda-feira, 16 de abril de 2012

Feito bicho

Mora em mim o silêncio da minha infância quando vivia feito ave provando os doces cajus, as doces goiabas, seriguelas, anonas entre muitas frutas maduras e doce. Mas não aprendi a cantar, nem mesmo a voar, só aprendi a provar das frutas. Aprendi a contemplar o vazio e o silêncio da natureza que passou a habitar o meu ser por não saber se expressar. Feito bicho, simplesmente existo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário