sexta-feira, 23 de março de 2012

Pensar

Por que, muitas vezes, não conseguimos pensar em nada se temos tanta coisa para pensar?
Não sei nem como responder. Pensar requer muita energia. O nosso cérebro consome muito ATP (adenosina tri-fostato), molécula produzida a partir da quebra dos açucares, por isso talvez evite pensar. Pensar no entanto é essencial para a sobrevivência do ser.
A parte esta ideia biológica. Parto para os pensamentos de Pessoa, o grande poeta, que dizia que pensar é está doente dos olhos.
"Pensar é está doente dos olhos".
Segundo o poeta pantaneiro Manuel de Barros "Pensar é rever".
Há diversos conceitos para esta ação "PENSAR".
Acho que pensar é, antes de tudo, consolidar as informações que obtemos através dos sentidos. Atualmente estas informações são tantas e tão diversos e disseminadas nos canais. Imagine se fossemos contratados a organizar um sebo onde nos depararmos com pilhas de livros. A primeira ideia é que levaremos muito tempo para organizar toda a bagunça. Primeiro temos que escolher que categorias de livros nos dar mais prazer em conhecer e começar a organizar a partir dai.
Creio que o mesmo serve para organizar os pensamentos e consolidar os conceitos. Talvez não seja uma ideia correta, mas certamente pensar da maneira mais simples e partir dai par ao complexo e entender o todo.
Talvez não ajude essa minha ideia. Porque muitos pensamentos nos deixam confusos. Antes de tudo temos que  inspirar, ficar calmos e dar um início a atividade do pensar. Talvez o Pessoa tenha dado uma grande dica quando disse que pensar é esta doente dos olhos. Já pensou em parar e apenas observar o mundo que o rodeia? Só olhar sem pensar em nada e tentar perceber nas formas, nas corres, nas posições. Isso mesmo ver o mundo. Senti o aroma, a temperatura ouvir os sons em sua volta.
E então entrar nos pensamentos do poeta pantaneiro, onde estas sensações irão fazer recordar de outras situações em que vais rever tudo, vai está pensando.
As vezes é preciso fugir da realidade para voltar a esta realidade cheio de energia e então vais voltar a gostar de pensar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário