segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Que virá?

E o que guarda um dia?
Quem sabe uma poesia,
quem sabe quanta magia
há de se encontrar em um dia?
Sob a árvore, refresco o calor,
sinto o aroma da terra,
e a frescura da brisa da praia.
As matas são tão verdes
e as tardes tão maravilhosas,
longas tardes...
Nunca se sabe o que nos gurda um dia...
nunca se sabe nada...

Nenhum comentário:

Postar um comentário