segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Através

Através da janela entra a brisa fresca,
assim como a luz que se diluí no fim da tarde,
o sol quase se apagou, as ruas já não ardem em calor.
Através da janela miro par o céu e vejo
lindas nuvens douradas
pela a última luz do sol,
é fim de dia
e o mar continua num vai e vem,
quebra na praia sem parar.
Amanhã é outro dia,
outras paisagens entrarão em minha janela.
Entrará a brisa
e a luz do sol
e outra vez...
e outras vezes...
Vejo belos animais nas nuvens,
bichos dourados...

Nenhum comentário:

Postar um comentário