terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Tarde crepuscular

Hoje a tarde foi tão bela. O céu estava tão azul e limpo. Quando a noite foi caindo e o azul foi cedendo o tom para a noite. Fazia muito que não via um crepúsculo tão belo. O céu vazio, minha mente vazio e o dia se entregando para noite. Ao passar próximo a uma figueira vi que choviam frutos e fazia um som tão agradável. E a tarde foi caindo e o sorrido do sol se apagou para se acender o riso da lua. As estrelas piscaram para mim.
E a noite chegou tão agradável e a vida me pareceu doce como mel, cheirosa como terra ao ser molhada pela chuva...

Nenhum comentário:

Postar um comentário