quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Limões

Quantas vezes penso coisas que me deixam indignado. Às vezes quando saio e percebo o quanto as pessoas precisam se tornar civilizadas. A educação resolveria isso? É muito saliente o desrespeito pelo qual somos pressionados a conviver. Atitudes que vão desde as mais medíocres como furar uma fila, jogar lixo pela janela do carro ou do ônibus, lavar a calçada com jato de água, ouvir o som do carro nas alturas até violência verbal e física no trânsito, assalto ou até mesmo assassinato. E por que esses fatos ainda nos deixam indignados? se são tão trivial onde moramos, além disso temos uma mídia sedenta que necessita ganhar dinheiro, e publicar, mesmo que sejam fatos irreais, quanto mais sensacionalismo melhor. E ainda tem as novelas, e os programas comentando as novelas, uma coivara que se tocar fogo nem cinza produz, vai tudo pelos ares. Creio que o Brasil nunca cresceu tanto, mas ao mesmo tempo, nunca o outro invadiu tanto o espaço alheio. As pessoas pensam que só  por terem poder de aquisição podem desrespeitar os outros, creem que só porque pode comprar, gastar podem invadir o espaço alheio. Indigna-me saber que a Justiça serve apenas para proteger o capital dos ricos. A merda é que hoje nem isso acontece, pois existem ladrões que são eleito pelo povo para surrupiar nossos bens. E o que acontece com os recursos arrecadados que deveria ser investido em diversas coisas na sociedade? Vão parar nos bolsos dos ricos. E como ficamos? Com a cara de ignorantes, sem saber o que fazer. E nós pobres mortais que reclamamos dos ladrões de colarinho, cortamos a fila do banco, jogamos lixo pela janela... porque achamos que podemos! Ah, quando vamos tomar consciência. Será se um dia essas coisas não acontecerão. Não creio, mas se só temos limões, que podemos fazer, tomar limoada azeda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário