segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Graça da vida

Vivi cada dia da minha vida.
Vivo cada dia que me é dado.
Todos os dias são plenos,
assim tem que ser.
Tenho lembranças de alguns,
outros, a maior parte, esqueci.
Não se vive de memórias.
Acontece que os dias são sempre
cheios de mistérios, não sabemos o nos espera.
Por isso quando acordo
sinto o calor do meu corpo.
Tento senti o mundo através de todo
o  meu corpo, cada ponto de minha pele.
E assim começo um dia.
Abro a janela do meu quarto,
como quem abre os olhos para o mundo...
E vejo as cores, as formas e vejo o mundo;
e sinto os cheiros; e sinto o tempo.
E em cada dia busco sentir e viver tudo isso.
Procuro ser mais humano
pra quando chegar meu fim,
poder agradecer por ter vivido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário