segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Erva viva

Ah, o tempo até pode nos roubar tudo, mas pensando bem o tempo nos ensina tanto. Com o tempo aprendemos a sermos melhores ou piores. Se buscarmos sermos melhores o tempo nos dar essa possibilidade. Tendo em vista que a vida são possibilidades o tempo marca esses compassos e sucessivamente vamos melhorando na arte que escolhemos. E vamos cimentando nossos conhecimento, vamos nos consolidando como pessoas, humanizando-nos. Creio que cada um faz sua escolha, mas a mais humilde das escolhas e a convicção faz-nos felizes. As vezes sou ingrato ao tempo porque ele sempre me leva para a morte, mas enquanto isso, delicio-me da arte dos que souberam driblar o tempo e se imortalizaram. Tais pessoas são os pintores, músicos, poetas, pedreiros... tudo quanto respira e realiza. Alguns não se dão conta, mas passaram seus genes para nós nos educaram e o que seria deste mundo se não fossem as pessoas simples? Para isso temos possibilidades e escolhas de driblarmos o tempo, de sermos ainda melhores. Azar de quem busca o contrário, não creio que ninguém seja o pior, creio que muitos não tem persistência. A mais maltratadas das ervas, mesmo pisada e machucada, opta pela vida e renuncia a morte, se seu destino seja breve morte, mesmo assim cada dia que tem, que vive, é para a vida e não para a morte. Que assim o sejamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário