quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Vazio

Olho para o mundo nesta tarde,
vejo o céu azul, as plantas verdes,
sinto um calor intenso que arde.
O vento sopra lá fora,
as folhas ficam balançando,
parecem estarem mandando
o sol ir embora junto da tarde.
Tudo está tão calmo,
tão quieto, parecem repeitar
o fim do ano. Quando
as tardes são tão vazias
quanto as ruas de Barão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário