sábado, 10 de dezembro de 2011

Chuva

A chuva que caiu pela manhã
invadiu o meu ser, entranhou
em minha alma.
Foi muito gostoso
sentir o seu aroma
e seu frio a me acalentar.
A chuva caiu pela manhã.
Molhou folhas e flores da acácia.
Perfumou o meu jardim.
E depois passou,
mas deixou minha alma
docemente calma.


Nenhum comentário:

Postar um comentário