sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Caracol

E a noite nada ouço.
Tudo é silêncio.
Apenas as estrelas
piscam, vezes por outra
sopra o vento.
As vezes canta um grilo.
E na noite posso me ouvir.
E o que escuto
é só as batidas
do meu coração,
minha mente ecoa
o vazio
que cabe na concha
de um caracol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário