quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Quando o dia nasce

Quando  o dia nasce,
as aves e as flores nascem juntos.
As aves enchem de sons
e as flores de cores e odores.
Quando nasce o dia
nasce também uma poesia
que espera ser escrita
ou simplesmente dita.
Quando nasce o dia,
a luz rouba o escuro do meu quarto,
as aves o silêncio
e eu desperto feliz,
percebo que a vida passa por um triz.
então abro a janela,
tenho a paisagem sempre bela,
do sol e das árvores.
Sinto a vida solver
o ar da manhã.
Sinto-me beijado pela manhã,
sinto tanta coisa,
que esqueço do meu mundo.
Quando o dia nasce
sou pleno e feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário