quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Esperança!

Ecoa em nossas almas a esperança. Nessa vida já vencida. Tudo que resta é a ilusão e a esperança. Tudo é tão passageiro e surdo como certas tardes, como a meia noite. Então procuramos beber em algo um pouco de ilusão e nos enchemos de esperança. Porque sem ela, a vida é mais dura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário