quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Repetição

Quando fico em casa, fico tão cansado. Coisa que faço repetitivamente me cansam. Vou a janela, vou ao jardim a geladeira. Olho os malditos facebook, gmail, yahoo. As vezes me concentro, as vezes não,  minha mente esquenta feito cana passando na engenhoca, feito milho na forrageira ou no moinho, a pressão também esquenta. E nessa embolia, que se segue por todo o meu dia, deixa minha vida tão incomodada, tão cansada. Sinto que a vida é uma eternidade, até chegar a hora de almoço ou de sair para desparecer. E quando saio quando o tempo passou, penso o tempo voa... A repetição maldita como me cansa a alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário