sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Obscuro

Haveremos de nos encontrar nossos caminhos, pois vivemos a vida como quem anda perdido, sem ter um sentido para tomar. Somos providos de tantos sentimentos que muitas vezes acabamos perdidos. Muitas vezes nos alimentamos tanto deste sentimentos nos tornamos dependentes de algo que venha suprir nossas faltas. Sentimo-nos, muitas vezes, desorientados como quem caminha sob a neblina. E assim vamos nos tornando seres frágeis e sentimentais. Ninguém nos ensina nada sobre a vida, aprendemos tudo observando, num jogo de faz de conta, muitas vezes as pessoas tentam nos ajudar, mas não cremos no que as pessoas tentam nos falar,  na maior parte das vezes somos empiristas, precisamos experimentar para acreditar e vamos aprendendo como cegos ao andar em um lugar desconhecido, vamos aprendendo no tato. Essa maneira de aprender nos custa muito caro, mas é a forma que nos adéqua que buscamos, pois não se aprende a viver senão vivendo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário