quarta-feira, 5 de outubro de 2011

O fim da tarde

Suave a tarde entrega o dia para a noite.
O céu pálido com nuvens frouxas,
onde um ou outro avião mergulha.
As sibipirunas com suas flores
cor de gema perfumam e enfeitam
o fim da tarde.
Hoje não teve crepúsculo,
mesmo assim o fim da tarde
foi tão lindo.
Pombos pousados sobre fios
contemplam a tarde.
Cães nem latem, cochilam,
as ruas estão tão preguiçosas
vazias.
E pedalando vou sem
vontade de parar,
quero apenas contemplar
o fim da tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário