sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O beijo da manhã

Hoje, quando acordei,
a chuva cantava sobre telhado,
o mundo todo belo estava molhado,
um sabiá laranjeira veio cantar
na minha janela e foi uma visão tão bela.
O canto da chuva junto ao do sabiá.
então fui a cozinha e preparei um chá.
E quando abri a janela,
Senti o aroma da manhã,
invadir o meu quarto,
meu corpo e minha alma,
sei que senti aquele aroma
de folha molhada,
senti minha alma estremecer de alegria,
a manhã me beijou,
e a chuva foi testemunha,
e a chuva canta
como num coral
pingo a pingo,
gota a gota,
e assim me embreaguei
manhã a dentro,
Feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário