segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Natureza condenada

Que maravilha é poder contemplar a natureza. Ver as aves voando pelo céu, cantando entre os ganhos das árvores. Sentir o perfume de uma flor. Sentir a bruma afagar nossa face. Quanta coisa há na natureza que não sabemos expressar e muitas vezes e preciso beber na poesia e se encher de metáforas e melhor compreender a natureza. Para percebermos e entendermos a natureza precisamos saber substancializar, materializar em palavras, pois o que vemos e quando o buscamos ver passamos a perceber sempre e mais. Todavia, falta um olhar humano à natureza. Olhamos para a natureza sempre com um olhar progressista, pois em nosso entender o que merecemos é o conforto. E esse conforto leva ao sacrifício da natureza. Não compreendemos ainda que a natureza é anterior a nossa existência e que portanto somos produto seu. Que a natureza é em sua maior parte transformação. A natureza se recicla, contudo a natureza viva, essa está desaparecendo dia a dia em função de nossa espécie. Então hoje será preciso ir a literatura para ver a beleza da natureza que se acaba sem parar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário