segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Uma resposta


http://www.youtube.com/watch?v=E2j-frfK-yg

Há algo em mim escuro,
indeterminado, parece que é
um vazio escuro e frio.
Que vezes vou visitar
este e neste lugar
dentro de mim.
Lugar que não sei o que é,
mas que existe em mim,
ele faz conexão
entre minha existência
e a minha inexistência.
Desperta questões.
Acho que muitas vezes
quero tocar no intocável,
quero rever o impossível,
sentir mais perto de Deus,
ou de quem partiu que tanto
amei.
Acho que vou em busca de uma resposta para a vida.
E todas as vezes que vou
a esse lugar eu fico triste, porque nunca encontro uma resposta,
ao contrário só encontro mais dúvidas.
Porque ir a esse lugar? Tão abstrato...
não sei, muitas vezes
minha mente vai só.
Acho que cada um de nós
tem esse lugar.
Quando penso que sou animal,
como qualquer animal,
que nada físico me faz especial,
então reflito, eu ouço uma
música, eu leio um livro,
eu contemplo uma imagem
e então tenho a certeza
que sim nós somos especiais,
nem maiores, nem menores,
mas especiais.
Especiais como as flores
que colorem o  mundo.
Como as aves que encantam o mundo
com seus sons.
Como o vento
e como a natureza.
Aprendemos a
usar a natureza em nosso benefício,
de certa forma acabamos exagerando.
Uma prova de nossa genialidade
é a imaginação de um lugar onde
só posso ir através da imaginação.
Então, eu volto a mim,
vou a esse lugar escuro,
sinto minha humanidade
e caminho mais na vida,
oras contentes, oras triste
o que é inevitável
é não seguir com o tempo,
pois se não seguirmos
seremos engolidos
em nossa inutilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário