quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Temos medo

Temos medo
Temos medo do incerto,
do amanhã.
Temos medo da solidão,
para algumas coisas não há solução.
Todos os dias acordamos com um vão,
que precisa ser preenchido,
precisamos sair da escuridão
que é nosso medo de perder tudo que nos é querido,
por sabermos tantas coisas temos medo
e esquecemos de viver como
assim o faz a flor,
muitas vezes tememos a dor.
Tudo hoje é tão incerto como sempre foi,
Somos tão inseguro quanto sempre fomos,
mas agora com o adágio de que podemos
prever muito do que pode acontecer...
Temos medo,
mas tudo um dia vai passar,
pra nossa desgraça queremos
que o aconteça tão logo,
queremos consumir nossa vida
sem tentar viver,
pois vivemos de expectativas
e é ai que nos enchemos mais de medo.
Um dia teremos de partir,
mas se vivermos sem medo,
nos sentiremos felizes,
por ter vivido sem medo,
tudo passa:
a beleza e o encanto,
afinal não somos tão profundo quanto
achamos que o outro é
por isso temos medo...
as vezes tentamos nos encantar
e só nos tornamos mais solitários
e medrosos.
Temos medo do amanhã,
pois assim a natureza nos ensinou,
e nossos desejos cimentou,
não adianta temos medo
da morte, do mais forte...
mas o importante é continuar
lutando, mesmo que o fim
já saibamos é a morte,
nem por isso a flor deixa de ser bela,
nem por isso as coisas deixam de valer a pena,
encha sua alma de sonhos,
tenha medo...
ache em si o sussego.

Nenhum comentário:

Postar um comentário