quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Ação do tempo


Aves no céu,
úmido chão,
nos campos crescem as ervas
que florescem singelamente.
Crescem, colorem  e perfuma a natureza.
Nos campos podemos ver amplo o horizonte,
tão amplo como vêem as aves do céu.
Trabalha e sua o homem em busca do pão,
remove a terra, planta a semente,
cuida com carinho de suas plantas
E o fiel pasto
contempla a natureza enquanto
a vigia suas ovelhas.
As aves voam no céu,
onde um véu se forma,
onde nuvens desafazem-se em doce água.

Segue a vida,
as vezes nem tão romântica,
mas a vida segue sempre,
independente de nossos desejos,
independente do eu,

Na vida tudo nos é emprestado, 
pois somos agora,
o que fizemos no instante anterior,
não sabemos o que seremos,
pois é muito orgânica a vida.

E as aves continuarão no céu a voar,
as ervas nos campos a crescer,
e a vida seguirá,
independente de nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário