segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Alma

Assim como um rio turvo
é o nosso pensamento
desconhecido.
Desconhecida a profundidade,
a força de sua correnteza,
assim é a nossa alma,
desconhecida.
Sem sede ou lugar,
sabemos que existe,
mas onde está?
isso é um mistério
que nos espanta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário