segunda-feira, 25 de abril de 2011

William Lloyd Webber Serenade for Strings

Há músicas que são tão belas
e tão tristes que parecem
arrancar no nosso coração
tocá-nos tão intensamente,
que parece cortar o coração
e faz verter nossa alegria,
e nos deixa a pensar
quão efêmera é a vida,
que bela música
que me faz vir totalmente
a mim e me traz lembranças
do que não imagino ter vivido,
é como ouvir folhas arrastadas
pelo vento no fim do outono,
é como está no ocaso
e sentir o frio que chega
com a noite,
é como ver a estrela
a brilhar, mais parece lacrimejar,
é como ouvir uma poesia,
ou simplesmente sentar a praia
e ouvir as ondas quebrarem,
sentir a maresia,
e viajar no som
dessa canção,
e perceber quão frouxo
é o coração e viver
e amar a vida e ter sabor pelo viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário