sábado, 12 de março de 2011

Sabedoria

Quero beber da fonte da sabedoria,
e neste dia, poder ensinar o caminho,
a todos meus vizinhos, e ao mundo inteirinho,
já sei que ela existe, faz parte da natureza,
é a explicação para a natureza,
é a beleza, a compreensão, a razão e a fé,
as vezes acordo e penso se ela realmente
pode ser bebida, acredito que sim,
mas saciado o desejo isso jamais,
bebemos e sempre sentimos sede,
mas onde fica fica essa fonte,
está no tempo? está nos livros,
está na mente de pessoas vividas?
Nestas vezes que acordo e penso
sobre ela sinto-me miúdo,
penso no mundo, e depois
olho para o meu mundo,
me vejo fora do mundo,
mas como se existo,
estou neste mundo, tomo consciência
do que sou.
Quero beber desta fonte,
para que possa eternizar os meus dias,
para poder fazer poesias,
acredito no que falou Epicuro,
a felicidade está no conhecimento,
que leva a fonte dela,
da sabedoria que é vadia,
plena e está em todo lugar,
nas formas, nas paisagens,
nos sons, nas cores, nas texturas,
onde há homem pode ela se expressar,
será apenas humana ou divina?

Quem sabe? Quero tragá-la, bebê-la!
Mas onde está a sua?
A minha já encontrei, só me restará
o tempo de vida para consumi-la.


Nenhum comentário:

Postar um comentário