quinta-feira, 24 de março de 2011

A minha mãe

Sua voz alegra minha alma,
seu riso enche-me de calma,
sua presença é mágica,
me traz a paz, aprendo
a cada dia refletindo
o que me dizia e me diz,
creio em ti profundamente,
aprendi a julgar
contigo, sempre foste
meu abrigo
eterno abrigo,
da geração e seguindo em caminhada,
a vida dar cada virada,
queria trazer-te a uma poesia,
pensas em mim todos o dias,
querida e doce mãe
de incondicional amor,
sedes para mim a mais pura,
mais doce e bela flor,
é com muito amor,
que descrevo,
seu carinho, sua beleza,
sua dedicação,
gratíssimo sou
por ter sido gerado no teu seio,
e do teu amor,
eterna seja,
tua alma
na minha alma,
e me traga calma,
por saber
que serei sempre
seu pequeno,
seu amado,
seu filho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário