terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Fim da tarde

E quando cai a tarde,
o sol indo já não arde,
a luz se recata,
o céu azul,
as nuvens brancas,
o crepúsculo,
o fim da tarde,
é sempre
pleno, intenso.
Nos entregamos
a fisis, somos natureza,
encantados com a beleza,
esquecemos do mundo,
e nos tornamos natureza,
onde estamos,
vibramos,
e nos entregamos a
noite,
a lua,
voltamos da rua,
nos recatamos
em nós,
no fim da tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário