quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Os coqueiros da bahia

Estão por todo lado,

Mas parecem seres alados,

A planar no balanço

Intenso do vento,

Sempre a soprar.

Ah! Quanta calma nesse luar,

São cinco horas e o sol já desapareceu.

18:07

Nenhum comentário:

Postar um comentário