domingo, 16 de janeiro de 2011

Noite

A noite minha única companheira,
chegou calada, e cobriu tudo de escuro,
trouxe consigo uma chuvinha,
E refrescou o meu quarto,
vazio e quente,
estive ausente por um bom
tempo, mas agora voltei,
e me enfurnei
no meu mundo,
me abracei a noite,
e agora hei de dormir
a noite toda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário