sábado, 13 de novembro de 2010

o melhor

Sempre achei que as melhores coisas vinham no final. Foi assim que organizei meus pensamentos, minhas coisas. Acho que me enganei. Não existem melhores coisas. Cada uma tem a sua vez, seu momento, todas são melhores a seu tempo. Por muito tempo fiz com que as coisas que faço e penso me satisfizessem no final. Deixava a melhor carne pra comer no final, melhores conversas pro final, melhores frases pro final. Achava que o sabor do livro estava em bater a capa final. Estou aprendendo a duras penas que tudo momento é especial. Já sabia disso, havia lido em Santo Agostinho, eu acreditei nos meus sentidos, me enganei. Quantas coisas poderiam ter sentidas com maior intensidade? Tudo bem não me arrependo, afinal viver é um constante aprender. Estou tentando ser diferente, mas é difícil curvar madeira velha. Estou tentando, vou consegui, sempre consigo o que quero, pelo menos nos sonhos tudo posso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário