domingo, 14 de novembro de 2010

Lixo

As ruas já não estão nuas,
vestiram-se de lixo.
o luxo é um lixo,
essa teia humana continua,

desejo de querer até bicho,
homens animais,
animais homens,
A fome consome o lixo,
o lixo do luxo,
enche o bucho,
de quem tudo quer.

Quanto vale um homem?
um monte de lixo,
não é porco mas come, do lixo,
salões de beleza,
contra a natureza,
mais vale o cão,
a um mendigo,
um drogado,
lixo humano?
As ruas estão cheias,
dinheiro nas meias,

dos homens de poder,
e os jovens na rua,
consumindo o lixo,
o lixo da droga.

Que nos restará,
além do lixo?
lixo humano,
o cérebro não é descartável,
homens não são lixo,
não se consome e descarta,

um dia iremos pagar,
por usar, da vida,
da natureza,
para o luxo,
e transformar tudo em lixo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário