segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Cara formiga

Quantas coisas consigo pensar?
Quantas coisas consigo pesar?
Se sou apaixonado pelo que expressa.
Se me atrai a atenção até o simples caminhar de uma formiga.
Se percebo a natureza em movimento, além de mim.
Se me encanta o som das aves, o cheiro e as cores das flores.
Se me encanta a dúvida.
Sou atraído pelo enigma da vida.
Se o mundo pode ser interpretado pela matemática,
então equações deduzem o marchar de uma formiga.
O que move uma formiga a viver?
Vida efêmera.
Elegante a formiga sobre suas patas desfila pra lá e pra cá.
Não sabe o que buscar.
O que é importante na vida?
Como avaliar?
Formiga, lagartixa, pássaros, não estão nem ai pra isso.
Simplesmente ignoram a razão de viver, de querer e simplismente. Vivem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário