sábado, 27 de novembro de 2010

Calor

Noite quente, corpo ardente,
não corre uma brisa,
As ruas claras e vazias,
noite em ribeirão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário