terça-feira, 12 de outubro de 2010

Quando estou na solidão,
vem a mente a poesia,
aflora sentimentos.

Fala a poesia,
calada a euforia,
me esvazia.

até chegar o fim do dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário