sábado, 16 de outubro de 2010

silêncio da tarde

A tarde sem sol, sem luz perde o silêncio.
O sabiá quebra esse silêncio.
Quebra o silêncio que silencia a alma,
as ideias;
O canto do sabiá obra da natureza,
fala dentro de mim.
ecoa dentro de mim.
na minha tarde subjetiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário